sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Sons da Alma




Quem me conhece pessoalmente ou também virtualmente sabe que sou uma pessoa extremamente romântica e que valoriza muito os sentimentos em suas variadas formas! 
Por isto mesmo entro em um ponto muito importante e que contribui efetivamente para este meu lado poético de ser: A música. 
Música para mim é inspiração, é uma forma de se "ouvir o sentimento", dar asas à imaginação, viajar no tempo... assim como também um bom livro pode nos remeter a épocas remotas no momento presente, trazendo conhecimentos históricos, artísticos e culturais da humanidade! 
Esta riqueza de conhecimentos trazida através dos sons é para os poetas uma melodia que nunca tem fim, pois quanto mais se “bebe” sua presença, mais se embriaga em suas raízes e desperta os mais calorosos instintos que trazemos em nossa essência! 
Não desejo criticar ou me estender longamente sobre os vários estilos musicais que absorvem a grande massa atualmente; Tenho algumas predileções não posso negar... Amo a Música Popular Brasileira, seus grandes compositores e intérpretes, tanto da "velha guarda" como alguns atuais! 
Quando me refiro à "velha guarda" quero dizer das composições de Caetano, Chico Buarque, Sílvio Cesar, entre tantos outros que fizeram uma época de ouro e que hoje são considerados por muitos, inclusive por mim, como clássicos! 
E por falar em clássicos, também gostaria de deixar minha sincera consideração sobre a música clássica; Não sou estudioso do assunto mas aprecio muito grandes compositores que deixaram estes límpidos sons que encantam a qualquer pessoa, mesmo quem diz não se sensibilizar ou nem mesmo conhecer algumas obras destes grandes mestres, tais como : Fréderic Chopin, Wolfgang Amadeus Mozart, Ludwig van Beethoven, Johann Strauss II, Pyotr Ilyich Tchaikovsky! 
Sempre quando ouço alguma música clássica me acalmo de uma forma que não consigo encontrar explicação. É uma paz tão grande que me invade e aí sim a inspiração brota como que por encanto. É uma magia, por ser única em sua instrumentação, diferenciada... é alimento para a alma que suga todas as suas formas e atributos próprios se renovando em energias e disposições que somente quem sente saberia explicar por que toca tão profundamente o apreciador! 
Entre estes grandes compositores gostaria de destacar um que me chama a atenção justamente por suas inúmeras qualidades musicais e que se consagrou de forma definitiva e crescente, no tocante à suas obras: Johann Sebastian Bach! 
É considerado o maior compositor de todos os tempos e uma de suas composições que acredito ser muito conhecida até por quem não é estudioso ou apreciador de música clássica é Aria Sulla IV Corda; Esta música encontra em meu interior tão íntimas vibrações de amor, desprendimento e árduo pulsar do coração, que me emociono toda vez que a escuto. Quem nunca se emocionou ao ouvir o que guarda dentro de si mesmo? Sentimentos...


Bruno Garcia

24 comentários:

  1. Esta ária me toca fundo desde muito pequeno. Uma das mais expressivas melodias de todos os tempos. Definitivamente não consigo segurar as lágrimas q insistem em brotar todas as vezes q a ouço ... Pura sensibilidade ... Pura emoção ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou apaixonado... suave e ao mesmo tempo tão marcante!
      Bjux =)

      Excluir
  2. Parabéns pelo seu bom gosto. Não tem como ouvir Bach, e não se emocionar, principalmente com essa ária. Você é pura sensibilidade.
    Bjux

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado querido, acredito que todos se emocionam com essa ária, não tem como....
      Bjux

      Excluir
  3. Gostoso e estimulante ler alguém tão empolgado com músicas tão boas.
    Não há como não dizer que música é mesmo tudo isso que você sente, sobre o que você escreveu aqui!
    Quando você falou em velha guarda eu já tava pensando em Nelson Cavaquinho, Cartola... rsrs.
    Música, conheço pouco, mas ouço, amo. Aprendi a gostar mesmo ouvindo rádio. Primeiro a Cultura de SP, depois da MEC, que escuto religiosamente até hoje.
    Confesso que sou muito limitado. Fico sempre ouvindo e reouvindo aquilo de que gosto mais. Entre eles, Bach, sempre, em primeiríssimo lugar.
    Mas fico muito contente quando percebo que mesmo hoje há gente fazendo música que me emociona.
    Tomo a liberdade de compartilhar. Se não fizer seu gênero, peço antecipadas desculpas: http://www.youtube.com/watch?v=btrUlL7Hqag
    Obrigado pela música. Ler um texto assim e encontrar uma música que nos toca, da qual gostamos mas que não ouviríamos hoje se não fosse a sua lembrança... puxa! é tudo de bom! E hoje é mesmo um dia especial!
    Grande abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alex, também sou limitado em relação a música e prefiro me "prender" ao que me cativa e emociona realmente! Não sou de acompanhar tendências, me deixar levar pelo "auê" de hoje que amanhã será esquecido ou substituído por outro estilo...rs
      Sou tradicional... nos dias de hoje algumas músicas me tocam sim, mas são poucas...confesso! Porque uma bela composição é aquela que retrata o que se sente, de forma clara e isto é o que me encanta; Descrever sentimentos não é uma tarefa simples, é preciso um nível de entendimento e vivência para buscar em nossa alma as palavras para se expressar e quando isto ocorre em harmonia com o som, se transforma em uma força que nos invade e nos "despe" de nossas resistências e a emoção contida se aflora.
      Eu que lhe agradeço por ter enviado o vídeo, gostei muito e tudo que "trabalha" meus sentimentos faz sim o meu gênero, pois vibra tão intimamente e de forma tão majestosa, que me entrego a esta deliciosa sensação de estar sendo habitado, ainda que por instantes, por uma outra emoção que vai de encontra à minha própria!
      Super abraço e tenha um ótimo final de semana.

      Excluir
  4. Oi Bruno....
    Adoro música e como vc gosto da velha guarda e dos classicos. Tenho aprendido a gostar de musica portuguesa e te digo... são fenomenais.
    Vivendo, aprendendo e apreciando cada vez mais uma boa musica. Bach é tudo de bom e bons amantes da musica sabem disso... né Alex???

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Margot, sem música não sei o que seríamos não é verdade? Quantas vezes identificamos em uma letra situações que já vivemos ou estamos vivendo! É uma magia maravilhosa realmente! Conheço pouco música portuguesa, mas me encantam também.
      Sou restrito, mas estou super satisfeito por ser assim...guardo o melhor da música e ela se renova cada vez mais, pois aquilo que é bom e nos faz tão bem, não se acaba!
      Um beijo pra você.

      Excluir
    2. Sim, Margot, e é tão gostoso saber que alguém tão especial como o Bruno também gosta!
      Música, cada um tem que ouvir aquela que lhe emociona, lhe faz bem, e cada um tem sua história, seu momento, cada um é despertado por um som. Eu, por exemplo, nunca consegui gostar de rock pauleira, mas nem por isso acho que alguém não possa gostar e sentir algo profundo com aquela música. Apenas não funciona comigo.

      Eu, como disse, só comecei a curtir música pelo rádio, Cultura AM, por ondas curtas, quando adolescente. Hoje, com a Internet, as possibilidades aumentam, mas em casa e no carro ainda ouço sempre a MEC FM - A Rádio de Música Clássica do Brasil. Na Interntet, gosto muito da BBC3, da Classicfm.co.uk e da radioclassica.fm. Se alguém curtir rádio, façam uma visita!

      P.S. Bruno, desculpa invadir seu espaço para trocar informações! Prometo que foi só hoje! Beijão e boa semana pra ti, garoto!

      Excluir
    3. Oi Alex, imagina...esse espaço é nosso...rs
      Uma ótima semana para você =)
      Beijos

      Excluir
  5. A música é essencial em cada momento.

    * Continue com seu romantismo, visto que conquistará pessoas especiais.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ro, a música faz parte de nossas vidas...indispensável!
      Grande abraço =)

      Excluir
  6. Ser romântico, sensível e gostar de música. Conheço alguém assim! (rsrs) Quando você fala que Caetano e Chico são da “velha guarda” quase me vi de bengala e cachecol por aqui! (rsrsrs). Falando sério, todas as suas preferências são as mais adequadas possíveis. Eu, na verdade, quando estou em casa, passo a maior parte do tempo ouvindo música. Faz muito bem pra alma!

    Abração

    PS: Posso te dar um “leve toque”? Já peço mil desculpas, não se trata de correção, ou esnobismo da minha parte, tá! Assim, a música pode ser dividida em 2 grandes grupos: a música popular e a erudita. A maioria das pessoas confunde a palavra “erudita” com “clássica”. Na verdade o Classicismo é um período determinado das artes. Então podemos ter música erudita em várias categorias, dependendo do período a que se refere. Exemplos: musica erudita renascentista, romântica, clássica (do período clássico!), impressionista, etc. Dá pra entender?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriano, quando me refiro a "velha guarda" quero dizer da Música Popular Brasileira em suas origens, com todo seu teor de sentimentalismo que muitos hoje classificam como "bregas"; Eu adoro quem canta o amor da forma como o sentimos, como sofremos quando o perdemos, o quanto felizes ficamos quando o encontramos...são composições que como já disse, são praticamente perfeitas pois se encaixam em nossas próprias vidas e em diversos momentos! Não quero falar das muitas "músicas" atuais, mas sabe quando se repete somente o refrão e tudo isso termina como começou? rsrsrsrsrsrs
      Mas entendi muito bem sua colocação e claro que pode me dar "um toque" como você mesmo disse... não sou estudioso do assunto, então todo esclarecimento é sempre bem vindo, mas apesar de não ter me aprofundado no tema, já tinha o conhecimento da música conforme você descreveu...desta divisão!
      Um grande abraço :)

      Excluir
    2. Sou da velha guarda, uso cachecol, sou romântico e adoro música ... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  7. Fico até com vergonha de comentar aqui pois não sou conhecedor de música clássica e não aprecio tanto assim as músicas da velha guarda.
    Eu aprecio mais o pop e sempre procuro prezar pela letra da música em primeiro lugar e em segundo pela melodia.
    Não estou dizendo que é seu caso, mas alguns críticos tendem a menosprezar os estilos musicais atuais enaltecendo os clássicos como sendo os únicos capazes de "emocionar" alguém. Eu discordo totalmente, os clássicos tem sim sua beleza e elegância, mas música é algo muito pessoal. Um fã pode se emocionar ouvindo Madona do mesmo modo que você se emociona ouvindo Bach.
    Gosto muito de música e não consigo viver sem ela. Cheguei a ter aulas de teoria musical mas achei muito chato e parei. Apenas aprendi a tocar violão e passei a cantar as músicas que gosto. Essa atividade sempre me acalma quando estou estressado.
    Abraços e bom final de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a música tem uma importância muito grande em nossas vidas... nos alegra, relaxa e cada um tem o seu gosto pessoal; O principal é sentir-se bem, em paz, e isto ela nos proporciona de uma forma muito especial!
      Grande abraço e ótimo final de semana pra você também =)

      Excluir
  8. Não sei porque, mas só agora eu ví esse post...relaxa estou aprendendo..hehehehehe...olha só.. comigo a coisa sempre foi "estranha"! Quando pequeno passava os dias ouvindo o programa "Barros de Alencar", se não me engano na radio tupi AM (nem sei se existe). Daí me interessei pelo pop americano e baladas americanas. Pronto, segui essa linha até a fase adulta, mas sempre intercalando com MPB! Que ainda perdura até hoje. Só meus amigos "chiques" como você é que curtem musica clássica! Quero ser igual à você quando eu crescer! hehehehehehehe...super abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou aprendendo...rsrsrsrsrs
      Adoro MPB mas a música clássica tem um lugar especial em meu coração;
      Super abraço Gera =)

      Excluir
  9. Oi Bruno, tudo bem?
    Obrigado menino, aproveitando a deixa e sendo cara de pau, peça uns votos pra mim por favor, rsrs
    Bjo

    ResponderExcluir
  10. A música sempre fez parte da minha. Como se fosse uma trilha sonoro da vida. Cada acontecimento e etapa da minha vida tem uma música tema que sempre quando escuto lembro com saudades. Sou muito saudosista e gosto de música de boa qualidade. Não sei se estou envelhecendo mas as músicas de hoje não me inspira. Hoje as pessoas tem um mau gosto quando se trata de música. Gosto de escutar melodias com poesia, sonoridade e com conteúdo. Atualmente essas características estão escassas. Sinto muito por isso.

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita!