quarta-feira, 17 de julho de 2013

Minha Voz Interior




Atento ao chamado do amor eu fico à espreita, escutando longamente os sons de meu interior que pulsa vida e canaliza as emoções de todos os sentimentos em um só! Quando grito ouço o eco de meus prantos derrubarem os sentidos que se alinham a autoridade da razão, mas esta nem sempre impera de forma a evitar que tal aconteça! Quando choro lavo minha alma e minhas lágrimas são como gotas de chuva que caem em um solo árido e sofrido! Quando sorrio eu faço brotar a esperança, embora tímida mas destemida! E quando imagino este sentimento tão puro me consumindo, tenho a sensação de que já não sou mais eu fisicamente e sim luz intensa que a tudo ilumina e dissipa as sombras do caminho, fundindo-se ao compasso, não de um, mas de dois corações!

Bruno Garcia

10 comentários:

  1. Toda forma de luz em nossos caminhos são e serão sempre desejáveis ...

    ResponderExcluir
  2. Essa junção com certeza, acontecerá no tempo e na hora certa.
    Bjux

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma realidade muito desejada;
      Bjux querido!

      Excluir
  3. Estou tendo o prazer de chegar agora, mas já me parece uma leitura necessária. Vejo que tu és um mestre que sabe expressar profundidade de sentimentos com elas. Coisa boa! Texto refinado, no melhor sentido que isso pode ter: tocante, gostoso, profundo, claro, verdadeiro.
    Parabéns! Obrigado pela sua visita e suas palavras.
    Voltarei aqui.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Alex, é um prazer receber sua visita e espero mesmo que volte mais vezes;
      Na verdade somos apenas seres humanos buscando encontrar os sentimentos mais puros, que falam à alma e nos redirecionam a novos caminhos! Sentimentos estes que estão vivos dentro de nós e que no momento certo encontram vazão!
      Um grande abraço!

      Excluir
  4. Rapaz, que texto lindo que você escreveu! É tão bom ver alguém que tem a capacidade de escrever com as letras do coração. Vim até aqui pelo seu comentário no blog do Alex e a minha intuição não me traiu novamente. Tomara que um dia você possa nos contar o momento que segue ao sentir-se o compasso sincronizado de dois corações e que é o não se poder distinguir mais qual é qual dentre os dois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriano, muito obrigado pelas palavras, sou um iniciante e sim...escrevo como vai ditando minha mente comandada pelo coração que é o órgão por excelência que encerra em si todos os sentimentos! Todos nós temos a capacidade de escrever com as letras do coração, somos humanos, sentimos, choramos, sorrimos, experimentamos emoções e com certeza devemos compartilhar com quem nos é igual em essência! Um grande abraço...e quando possível vou contar esta sensação de viver com outra vida pulsando dentro de mim sim...rs! Grande abraço!

      Excluir
  5. Caro Bruno,

    Seu comentário quase post me recomendou que viesse até aqui conversar contigo.
    Não te acho confuso. Na verdade, seu texto me levou e arrastou, longe, com prazer, profundo, só... Me toma e leva!
    O privilégio é meu. Acredite nisso! De outra forma, provavelmente eu jamais ousaria me aproximar de alguém assim tão ... belo e importante. Minha timidez e autoestima não permitem...
    Nesse sentido, se ainda sentes algum receio, desnuda-te e vai à praça pública, sem medos. Os aplausos poderão surpreender-te. E se alguma vaia for ouvida, saiba desde já que terá sido de pura inveja de alguém que não pode suportar a beleza de seus escritos.
    Se conselho pudesse dar, daria o que eu tenho procurado seguir: ser verdadeiro.
    No meu caso, é mais fácil, pois (ainda) escrevo sob pseudônimo.
    Com vês, pouco ouso desnudar-me. E quando o faço, ainda uso uma máscara que me cobre o rosto. Se ouço aplausos? Não sei. Bastam-me os que ouvi até agora. O seu, felizmente, incluído!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alex, nem tenho palavras para descrever o que sinto ao ler seus comentários...só agradeço de coração pelo apoio e incentivo!
      Super abraço para vc :)

      Excluir

Obrigado pela visita!